A Girl is a Gun ♡


gun_7 gun_4 gun_6 gun_5 gun_3 gun_2

Camisa/Shirt: Zadig&Voltaire     Óculos de Sol/Sunglasses: FORA

“A Girl is a Gun.” Ora bem. Eis que em pleno ano de 2017, nos achamos os/as maiores, os/as mais modernos/as, os/as mais giros/as, os/as mais inteligentes, os/as mais tudo certo, os/as mais blá blá blá. Nós no epicentro de tudo, como bons egoístas que somos. Chega a ser triste ver a falta de respeito e consideração pelo próximo. Somos dotados de um egoísmo extremo, excesso de preocupação pelo nosso próprio umbigo, e falta de discernimento e noção social. Mas isto é válido para todos nós, em algum momento das nossas vidas. Eu incluída, porque também sou um ser humano como todos os outros. Parecemos pequenas criaturas periféricas que achamos que o mundo gira à nossa volta, que nem terra gira em torno do sol. É por isso que temos blogues (olha eu aqui nesta categoria!), é por isso que temos tumblrs, é por isso que temos plataformas sociais várias e diversas, com esta necessidade de atenção constante. Partilhamos fotos felizes, quando possivelmente tivemos um dia de merda, mostrarmos o bikini novo quando se calhar ate nos sentimos mal com a nossa figura no espelho… vamos camuflando tudo, fingindo aqui e ali, dando ares de que, mas a nossa verdadeira e única arma é aquilo que nós somos. Nós. Verdadeiramente. A nossa essência, a nossa personalidade, com os defeitos e as coisas boas. E temos que nos munir disso. Devíamos pelo menos. Somos armas poderosas e muitas vezes não nos sabemos manobrar com a destreza ou o cuidado que deveríamos. Ou não nos sabemos resguardar da maneira certa. Contra mim falo, e hoje, contrariando o habitual não me apeteceu “fazer figura” no que toca às palavras.

A juntar a isto, comecei a ver “Californication”, série antiga para xuxu, mas que dá uma liçãozita aqui e ali. As coisas de facto não são o que parecem. Quer para o bom, quer para o mau. Camuflamos muitos sentimentos com coisas superficiais, com excessos, com vícios. E às vezes, pelo caminho até nos esquecemos de quem somos. Fica a dica, para quem viu e quer rever, ou para quem nunca viu. Bem bom. Boa semana*

Save

accordingtopanda
About me

2 Comments

Joana Sousa
Reply 09/05/2017

Gostei do conjunto, gostei da t-shirt, mas gostei ainda mais da tua reflexão. Assustadoramente verdadeira - e também me incluo no pacote...será que isto das redes sociais nos alnda a transformar em manequins e nós gostamos de estar na montra? Já nem sei...

Jiji

    accordingtopanda
    Reply 10/05/2017

    O pior é que acho mesmo que sim Joana... Um beijinho*

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *